Mercearia Bio Café adere a Projeto de Economia Circular

A Mercearia Bio Café associou-se ao projeto REPLAY, promovido pelo Zero Waste Lab e pelo Precious Plastic Portugal, que cria a primeira rede de recolha e triagem de brinquedos em fim de vida e a consequente transformação em novos brinquedos.

Atualmente, grande parte dos brinquedos são fabricados a partir de uma mistura de diferentes materiais, o que torna difícil a sua reciclagem no sistema de gestão dos resíduos – mesmo que a maioria do plástico e dos materiais de que são feitos sejam recicláveis. Um outro problema é o aumento exponencial do número de brinquedos com plástico de baixa qualidade, normalmente oferecidos como brinde e com pouca retenção de interesse. Assim, todos os anos, enquanto são vendidos em Portugal 270 milhões de euros em novos brinquedos, pelo menos 30 milhões de unidades acabam em aterros ou são incinerados.

Assente no conceito da economia circular, o projeto REPLAY quer incentivar a discussão pública e política em Portugal sobre a falta de solução de reciclagem para tantos objetos plásticos, como os brinquedos, e, acima de tudo, propor soluções concretas.

O projeto REPLAY começa com a participação da comunidade. As famílias portuguesas são desafiadas a realizar quatro passos em casa: selecção de brinquedos, desmontagem, contabilização e entrega. Os brinquedos desmontados e classificados por material foram depositados, até maio de 2021, nos vários pontos de entrega REPLAY. O plástico recolhido é encaminhado para cinco laboratórios Precious Plastic, nas cidades participantes. Estudantes de design de produto da Escola Superior de Artes e Design em Matosinhos e da Universidade de Évora serão desafiados a apresentar propostas para o desenvolvimento de um novo brinquedo – e a proposta vencedora será eleita através de um concurso. A última etapa estará nas mãos da Precious Plastic Portugal, a quem caberá a produção do novo brinquedo.

O Precious Plastic é um projeto open-source global à escala mundial que reúne um conjunto de máquinas que, através de vários processos, transformam o plástico em qualquer objeto
novo. Portugal faz parte dessa rede. O Precious Plastic Portugal foi lançado pelo OpoLab, sediado no Porto, e que fabrica esse conjunto de quatro máquinas necessárias para a
transformação do plástico e as distribui pelo país e mundo inteiro, nomeadamente por laboratórios dos cinco municípios que integram o projeto piloto REPLAY.

O resto do plástico será enviado para a empresa Extruplás, que o irá transformar numa nova peça para parques infantis, assegurando que promova a troca de brinquedos de boa qualidade entre as famílias locais. Os componentes eletrónicos e pilhas serão enviados para o Electrão. Os restantes materiais, como o metal, a borracha, cartão e tecido, serão encaminhados para os diferentes fluxos de reciclagem nacionais e locais ou convertidos em oportunidades de upcycling.

Por detrás do desenvolvimento da rede REPLAY, surge também a ambição de recolher os primeiros dados qualitativos e quantitativos sobre os brinquedos e os seus materiais, a fim de avaliar a viabilidade da implementação de um novo regime da responsabilidade alargada do produtor (RAP), aplicável ao universo dos brinquedos em Portugal. Além do tema específico dos resíduos, o projeto REPLAY pretende também abrir novas oportunidades para repensar o universo dos brinquedos e do brincar, que atualmente levanta múltiplos problemas ambientais, de saúde pública e de desenvolvimento infantil. Ao longo deste ano serão organizados ciclos de conversas para sensibilizar e capacitar os cidadãos sobre tópicos ainda pouco debatidos na esfera pública, como a toxicidade dos brinquedos ou os perigos do marketing infantil, entre outros temas importantes.

Fonte: https://www.merceariabio.pt/ver-noticia2.php?

X