Anúncio dos Galardoados Green Key 2020

A Associação Bandeira Azul da Europa divulgou as 165 unidades turísticas distinguidas com o galardão Green Key em 2020, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra. Nesta cerimónia, Rui Pereira, Vice-Presidente do Município, reconheceu a importância do Green Key, considerando que, num turismo de escala global, os valores associados a este programa são, cada vez mais, importantes e que os clientes valorizam destinos que premeiam a sustentabilidade ambiental e social, o que pode ser um estímulo à sua consolidação.

José Archer, Presidente da ABAE, destacou o trabalho do Município de Sintra no que diz respeito ao turismo sustentável, bem como o apoio prestado aos seus estabelecimentos, a evolução consistente no número de galardoados, ou seja, o crescimento para 11 hotéis e unidades de alojamento local em 2020. Por outro lado, José Archer, saudou e realçou todos os empreendimentos que, neste ano extraordinário, chegaram ao final do processo, “aqueles que viram, merecidamente, premiado o seu esforço, a sua determinação, a sua coragem, a sua visão; aqueles que são a razão da existência do Green Key.”

O Centro Olga Cadaval recebeu, ainda, a Presidente da Associação de Turismo de Sintra, impulsionadora do Green Key na região e alguns dos empreendimentos reconhecidos na edição 2020.

O Programa Green Key promove o Turismo Sustentável, através do reconhecimento de estabelecimentos turísticos, alojamentos locais, parques de campismo e restaurantes que implementam boas práticas ambientais e sociais, que valorizam a gestão ambiental nos seus estabelecimentos e que promovem a Educação Ambiental para a Sustentabilidade.

Em 2020, o galardão foi atribuído a 165 estabelecimentos, o que reflete o ano particularmente difícil para o setor do turismo, apesar da capacidade de resiliência das unidades Green Key e do trabalho desenvolvido pela ABAE, sobretudo nos últimos meses. O Programa Green Key, assim que foi declarado o estado de calamidade, procurou reforçar o apoio aos estabelecimentos, valorizar as atividades desenvolvidas, partilhar estratégias para auxiliar as empresas a superar o presente e repensar o futuro e estimular a utilização da rede Green Key como ferramenta diferenciadora e impulsionadora.

Com o objetivo de reforçar o apoio aos estabelecimentos que pretendem implementar políticas de sustentabilidade na sua atividade, o Programa Green Key e o Município de Sintra estão a desenvolver um projeto piloto, a alargar ao restante país, que prevê a entrega de um pré-galardão. Este projeto visa reconhecer os estabelecimentos que, apesar de ainda não cumprirem todos os critérios obrigatórios do programa, estão a implementar um conjunto de medidas base e a trabalhar no sentido de chegar ao galardão Green Key.

Na edição de 2020, o Programa Green Key apresenta a nova categoria de Centro de Congressos, que visa reconhecer Centros de Congressos que cumprem os critérios do programa, relacionados com Gestão Ambiental, Envolvimento dos Colaboradores, Informação aos Clientes, Água, Higiene e Limpezas, Resíduos, Energia, Alimentação e Bebidas, Ambiente Interior, Ambiente Exterior, Responsabilidade Social e Colaborativa, Atividades Verdes e Gestão de Topo.

O Programa Green Key, desenvolvido pela “Foundation for Environmental Education” (FEE), está presente em 65 países e conta com uma rede de cerca de 3200 estabelecimentos. A nível internacional Portugal encontra-se na 7ª posição, depois do México, que conta com 162 estabelecimentos galardoados, numa lista liderada pela Holanda, com 665 estabelecimentos Green Key.

Na edição de 2020, o destaque nacional vai para os 8 novos galardoados na região de Lisboa e Vale do Tejo, num total de 25, com vários hotéis e alojamentos locais nos concelhos de Sintra e Lisboa.

Em relação à edição de 2019, destacamos a Região Centro que ao longo dos anos tem tido um crescimento contínuo no Programa e que, em 2020, conta com 32 estabelecimentos galardoados. Por outro lado, a Região da Madeira mantém-se em primeiro lugar com 40 estabelecimentos Green Key, sendo que na Região Norte foram reconhecidos 24, no Algarve 23, nos Açores 13 e no Alentejo 6 unidades turísticas.

À semelhança do que se verifica noutros países que implementam o Programa Green Key, em Portugal a categoria com maior número de unidades reconhecidas é a dos Hotéis (100), seguem-se os Alojamentos Locais (30) os Turismos no Espaço Rural (19), os Restaurantes (12) e os Parques de Campismo (6).

O programa Green Key reconhece as dificuldades e os obstáculos que o Turismo Nacional enfrenta e enaltece a resiliência de todos os galardoados, que, ao longo deste ano, demonstraram um trabalho exemplar na área de sustentabilidade e responsabilidade social.

Consulte aqui a lista na integra de todos os estabelecimentos Green Key 2020

Nota: os números acima indicados podem sofrer alterações uma vez que estão dependentes da reabertura de alguns estabelecimentos devido ao contexto atual.

 

 

X