Missão

O programa “Green Key” é um galardão internacional que promove o Turismo Sustentável em Portugal através do reconhecimento de estabelecimentos turísticos, alojamento local, parques de campismo e restaurantes que implementam boas práticas ambientais e sociais, que valorizam a gestão ambiental nos seus estabelecimentos e que promovem a Educação Ambiental para a Sustentabilidade. 

Esta iniciativa é da responsabilidade da Foundation for Environmental Education (FEE), sediada na Dinamarca, é coordenada em Portugal pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) e tem o apoio de diversas entidades nacionais públicas e privadas.

Os objetivos do programa Green Key são:

  • Consciencializar para a adoção de práticas e comportamentos sustentáveis entre os decisores e participantes (empresas, autoridades, clientes, fornecedores e comunidades locais) através da educação ambiental para a sustentabilidade.
  • Reduzir o impacte ambiental das atividades de comércio, serviços e restauração.
  • Promover a redução e eficiência no consumo dos recursos naturais.
  • Facilitar estratégias de marketing verde e reconhecer as iniciativas de gestão ambiental.
  • Contribuir para a implementação de Agendas 21 Locais através da melhoria contínua das organizações.

Candidatura

1. Constituição da Candidatura:
  • O dossier de candidatura digital. Este dossier deve integrar, não só o questionário devidamente preenchido, mas também todos os documentos comprovativos do cumprimento de critérios e os documentos de suporte requeridos no formulário de candidatura, esta que poderá ser preenchida em greenkey.abae.pt/plataforma.

Nota: O custo de inscrição no programa é anual e varia consoante o número de quartos, lugares ou camas. Caso o candidato cumpra os critérios e seja galardoado pelo Júri, este valor inclui a placa/bandeira, brochuras Green Key em 4 línguas, apoio técnico e visita anual ao estabelecimento, materiais de comunicação, formação na área ambiental e acesso a concursos Green Key e a descontos em fornecedores nacionais e internacionais. Consultar valores aqui

  • Os documentos de suporte. Os documentos de suporte permitem uma análise à distância do estabelecimento e aferir a potencialidade da candidatura prosseguir ou a necessidade de solicitar mais elementos ou melhorias a implementar no processo. Neste contexto, serão solicitadas cópias:

– Alvará do estabelecimento;
– Política ambiental e plano de ação;
– Fotografias sobre a Gestão Ambiental no estabelecimento;
– Registo mensal dos consumos de energia e água;
– Declarações das empresas fornecedoras de serviços e produtos, sempre que relevantes para o cumprimento dos critérios.

2. Processo de encaminhamento
  •  Avaliação documental. Todos os critérios estão classificados, dividindo-se em:

(O) Critérios Obrigatórios;
(G) Critérios Guia.

Nota: Quando for submetida a candidatura ao galardão “Green Key”, todos os critérios obrigatórios (O) devem ser cumpridos na íntegra. Os critérios guia (G) poderão ser considerados como futuras recomendações para acções a desenvolver numa lógica de melhoria contínua do desempenho ambiental.

Veja aqui a lista negra de produtos de limpeza que insere alguns dos critérios: https://greenkey.abae.pt/wp-content/uploads/sites/6/2014/08/Lista-Negra-Green-Key-Final.pdf

  • Avaliação presencial. Após a submissão da candidatura na plataforma online, será agendada uma avaliação presencial ao estabelecimento. Esta será realizada por representantes da Comissão Nacional devidamente identificados e não tem qualquer custo associado à visita.

Na avaliação presencial, será observado o modo como os critérios são corretamente implementados e será elaborado um relatório para ser entregue aos Júris Nacional e Internacional. Caso os critérios obrigatórios não se encontrem devidamente implementados, o estabelecimento será informado das ações que necessita desenvolver para o cumprimento dos mesmos, bem como os prazos para a sua realização. Se houver impossibilidade de cumprir os critérios obrigatórios, a candidatura não será aprovada.

  •  Júri Nacional. Anualmente são estabelecidas as datas de abertura das candidaturas, ao que se segue uma análise prévia por parte da coordenação nacional, seguido das avaliações presenciais, sendo depois submetida à Comissão Nacional para aprovação ou reprovação.
  •  Atribuição do Galardão. Após a aprovação, é anunciada publicamente a lista de estabelecimentos galardoados e tem lugar a Cerimónia Nacional de Entrega do Galardão.
  • Avaliações de Acompanhamento. Entende-se que, após a atribuição do galardão, é fundamental manter os mesmos níveis de excelência e, assim sendo,  são selecionados de forma aleatória alguns estabelecimentos para avaliações de acompanhamento. Estas visam aferir a manutenção do cumprimento dos critérios e são realizadas 6 meses após a atribuição do Galardão.

Guias Green Key

Guias de apoio à implementação do programa Green Key

O Turismo é uma das atividades que mundialmente apresenta maiores índices de crescimento. Cada vez mais pessoas pretendem visitar mais lugares, quer seja em trabalho ou em férias. Neste contexto, é cada vez mais importante incentivar os diversos intervenientes da atividade turística a adotar boas práticas ambientais, reduzir os impactes negativos do Turismo e os custos com o consumo de recursos naturais. É a partir destes pressupostos que surge o programa Green Key e os seus exigentes critérios, como um instrumento importante para o Turismo Sustentável. Os critérios para empreendimentos turísticos e alojamento local obtiveram o reconhecimento do Global Sustainable Tourism Council (GSTC).

Consulte aqui os Critérios Green Key 2016-2020: 

Comissão nacional

O Júri Nacional apoia o desenvolvimento e a avaliação do programa e esta comissão reflete as competências de cada instituição que o integra face às diferentes áreas abrangidas pelos critérios de atribuição. Assim, em Portugal integram esta comissão as seguintes entidades:

Logo-APA-corvectorial

Logo DRA Açores novo

ahp portugal gk